Home / Notícias / 7 hábitos ruins para a saúde

7 hábitos ruins para a saúde

As pessoas estão entendendo a importância de levar uma vida mais saudável, afinal, afastar hábitos ruins pode prevenir doenças. Mas, esse não é o único benefício, pois com uma vida mais sadia, consegue-se respirar melhor, ter mais ânimo e assim aguentar a rotina que pode incluir trabalho, filhos, estudos cuidar da casa, entre outros.

Se pretende melhorar a sua qualidade de vida, não basta apenas ter o melhor plano de saúde. É lógico que isso vai ajudar bastante, mas prevenir ainda é melhor do que tratar, então saiba quais são os péssimos hábitos para a sua saúde e que não devem ser seguidos.

  1. Só andar de carro

Se você é uma das pessoas que não vai até a esquina sem ser de carro, saiba que está prejudicando o seu corpo. Além de evitar os exercícios, incentiva o sedentarismo e não estimula a circulação sanguínea. Sempre que possível, deixe o carro em casa e vá andando.

  1. Comer alimentos fritos

Tudo bem que uma batata frita, um salgadinho ou qualquer outro alimento frito fica delicioso, porém faz muito mal. Eles são ricos em gordura e podem levar a um ataque cardíaco devido a obstrução das veias; sem falar que são altamente calóricos e ajudam no ganho de peso. Mesmo sendo difícil ficar sem eles, controle o consumo, e deixe que façam parte da sua alimentação apenas uma vez na semana.

  1. Ignorar o protetor solar

Se acha que o protetor solar só tem utilidade na piscina ou na praia, está bem enganado. Ele tem a função de proteger a pele contra os raios solares que estão presentes o dia até, até mesmo quando está nublado. Por isso, sempre que for sair de casa, aplique o protetor solar e reaplique ao longo do dia. Dessa forma, protegerá a pele do câncer e também do envelhecimento precoce.

  1. Beber muito refrigerante

Essa bebida deliciosa faz um mal que não se tem noção. Por conta do excesso de açúcar e de seus muitos outros ingredientes, eleva a pressão sanguínea, os níveis de açúcar no sangue, colesterol e ajuda no acúmulo de gordura corporal. Substitua o refrigerante por água, mas se prefere algo com sabor, beba as águas aromatizadas e chás. Assim evitará a obesidade, diabetes e muitas outras doenças.

  1. Fumar

Não é novidade para ninguém que fumar faz mal por diversos motivos. Ele pode causar danos ao pulmão, coração, dente, etc., sem falar que incomoda quem está ao redor. Nesse caso, não existe alternativa: é preciso parar de fumar de vez. Com isso se sentirá melhor e ainda economizará na compra de cigarros.

6. Ignorar sintomas

Tudo bem que o cotidiano seja corrido e nem sempre é possível ficar indo ao médico, mas fazer um check-up anual e ir ao médico quando tem alguma sintoma é essencial. O problema é ignorar qualquer sintoma que aparece, ele pode ir se complicando e virar uma doença mais grave do que o esperado. Aí não vai ter jeito de ignorar o problema.

Quando não se tem um plano de saúde, fazer os exames pode ser mais demorado, mas isso não é desculpa. Mesmo que tenha que enfrentar longas filas, prevenir é sempre a melhor opção, como falamos acima.

Porém, se não tem paciência, o melhor mesmo é contratar um plano de saúde individual, familiar ou empresarial, conforme suas necessidades.

7. Ouvir música muito alta

Seja no carro ou com fones de ouvidos, não se pode exagerar no volume, por mais que se goste de uma determinada música. Manter o volume sempre alto demais pode levar a perda gradativa da audição, e muitas vezes só se percebe isso tarde demais.

Viu como você pode estar seguindo alguns hábitos sem nem mesmo perceber o quão errado isso está? Então mude agora mesmo sua rotina e tenha uma vida bem mais saudável ficando longe dos hábitos ruins para a saúde.

Artigo criado por: Sanaira Silveira

Fonte: Saúde com qualidade

Sobre Priscila Torres

mm

O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR.
Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social “Jornalismo” na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Conselho Federal de Medicina agiliza diagnóstico de morte encefálica

Os critérios para diagnóstico de morte encefálica foram alterados nesta terça-feira, 12, pelo Conselho Federal …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas