Home / Notícias / A vida de autistas sob o olhar médico e familiar

A vida de autistas sob o olhar médico e familiar

Psiquiatra Leonardo Maranhão assina sua primeira obra sobre o tema. “Elas ainda enfrentam grandes desafios; a inclusão é o maior deles”, diz

70 milhões de pessoas no mundo são autistas, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU). No Brasil, são 2 milhões. Diariamente, centenas de famílias buscam respostas para alguns sinais que as crianças apresentam. Os sintomas mais comuns envolvem atraso na linguagem, problemas para se relacionar, dificuldades na aprendizagem e até a repetição de movimentos, comportamentos que costumam tirar o sono de pais. Estudioso dos indícios e das dificuldades do diagnóstico, o psiquiatra Leonardo Maranhão, que já atendeu pelo menos 500 crianças com o transtorno, se empenhou por dois anos em uma nova empreitada que marca o início da sua carreira de escritor. “É fundamental melhorar o acesso às informações sobre sintomas e tratamento do autismo. Precisamos investir em ações que combatam o preconceito e, sobretudo, garantam a inclusão e a promoção de uma vida melhor”, diz Maranhão, que acaba de lançar o livro “A vida com… Autismo”, pela Segmento Farma Editores.

Em linguagem acessível (não científica), a obra de nove capítulos traz depoimentos de mães que acompanham as mudanças antes e depois do tratamento e traça um panorama do assunto que permeou a carreira do especialista durante os últimos 10 anos, trajetória na qual ele viu um interesse se transformar em necessidade ao se tornar pai de um autista. “Eu me deparei com dificuldades que me levaram a buscar explicações mais profundas”, relembra. O livro procura ser um instrumento de apoio para familiares, amigos, educadores, especialistas e até para quem não convive com autistas. “É preciso mostrar para a sociedade o que é o autismo e o que nós, familiares, enfrentamos no dia a dia”, comenta Simone Alli Chair, 54 anos, mãe de dois autistas.

Já para Rosana Rossato, 52 anos, mãe de Daniel, a obra “cumpre o papel de deixar um relato histórico da síndrome, das dificuldades aos avanços atuais, do âmbito familiar ao clínico”. Segundo ela, os casos contados são “parâmetros de atuação inicial ou bálsamo para as angústias ao entender que é possível buscar qualidade de vida aos autistas e proporcionar um desenvolvimento pautado em suas competências e habilidades”.

A obra

Título: A vida com…Autismo

Autor: Leonardo Maranhão

Editora: Segmento Farma

Preço: R$ 40,00

Lançamento: junho de 2017 na Amazon.com.br
Legenda: Gustavo Correia Duccini, Claudete Correia da Silva e o psiquiatra Leonardo Maranhão no evento de lançamento do livro “A vida com…Autismo”, em Poá/SP

Foto: Victória Gianlorenço

Sobre Priscila Torres

mm

O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR.
Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social “Jornalismo” na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Conselho Federal de Medicina agiliza diagnóstico de morte encefálica

Os critérios para diagnóstico de morte encefálica foram alterados nesta terça-feira, 12, pelo Conselho Federal …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas