Home / Notícias / Dor generalizada ou Fibromialgia – Oportunidade de tratamento Unifesp-SP

Dor generalizada ou Fibromialgia – Oportunidade de tratamento Unifesp-SP

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), reconhecida pelo desenvolvimento de pesquisas e estudos científicos,oferece vagas para voluntários.

Dor generalizada ou Fibromialgia 
Serão recrutados voluntários de ambos os sexos com idade entre 18 e 60 anos que tenham dor generalizada ou diagnóstico de fibromialgia. 
Os selecionados passarão por avaliação médica inicial, exames laboratoriais e serão acompanhados durante um período de oito semanas durante as quais receberão medicamentos via oral. Uma vez por semana durante quatro semanas consecutivas receberão medicação por via endovenosa (lidocaína ou solução salina), realizando coleta de sangue na 1ª, 2ª, 5ª e 8ª semanas. Os voluntários serão avaliados clinicamente em todas as consultas e responderão a questionários relacionados com a fibromialgia e qualidade de vida.
Não poderão participar do estudo os portadores de diabetes, doenças na tireoide, fígado, neurológicas, psiquiátricas, reumatológicas, neuromusculares, e outras síndromes dolorosas crônicas, arritmias, infarto do miocárdio, bloqueio de ramo ou átrio ventricular, insuficiência cardíaca, glaucoma de ângulo agudo, miastenia gravis e gravidas.
Também não serão aceitos os pacientes com hipersensibilidade aos medicamentos utilizados no estudo (lidocaina, amitriptilina, tramadol e paracetamol) além dos que usam cisaprida ou inibidores da monoaminoxidase. Os indivíduos que fazem uso de medicamentos de ação central, como antidepressivos, anticonvulsivantes, opióides e neurolépticos, serão aceitos somente se interromperam o tratamento pelo menos um mês antes do inicio do estudo.
Os interessados podem entrar em contato com Ana Laura Giraldes pelo telefone (11) 97320 3811 ou e-mail fibromialgia.unifesp@gmail.com. Estão disponíveis 20 vaga. Os atendimentos acontecem no Ambulatório de Dor do Hospital São Paulo da Unifesp, na rua Botucatu, 593.

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Câncer de próstata: conheça os fatores de risco e a importância do tratamento precoce

Lidar com o câncer de próstata nunca é uma situação simples, mas é possível viver …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas