Home / Notícias / Folia de carnaval requer atenção com os olhos

Folia de carnaval requer atenção com os olhos

Chegou a hora de cair na folia. O carnaval é o momento de caprichar na maquiagem, nas fantasias e na diversão. Mas para que os foliões não encerrem a festa antes da hora é preciso tomar alguns cuidados com os olhos. As aglomerações, sprays de espuma e até mesmo confetes e serpentinas podem ser um risco para a saúde ocular.

Segundo o oftalmologista do Visão Institutos Oftalmológicos Dr. José Cardoso objetos que entram em contato com os olhos podem causar lesões. “Quando algo entra nos olhos, como o confete e o spray de espuma, tão comuns nas festas de carnaval, temos o impulso de coçar e essa ação pode lesionar a córnea [camada transparente que protege os olhos] e causar inflamações, como a ceratite. A doença causa vermelhidão, ardência e vista embaçada. É importante consultar o oftalmologista o mais rápido possível após surgimento dos sintomas, para evitar complicações graves”, afirma.

A ceratite também é comum em pessoas que usam lentes de contato. “Nessa época do ano os pacientes deixam de lado cuidados essenciais com a manipulação das lentes, esquecem de tirar para dormir, por exemplo. Essa falta de cuidado pode causar a inflamação”, explica o oftalmologista.

“Cílios” de led

Uma das novidades do Carnaval deste ano são os “cílios” de Led. O adereço é uma fita de LED para ser colada nas pálpebras dos olhos, próximos aos cílios, e assim dar a sensação de que eles estão piscando em diversas cores. Uma bateria que suporta até quatro horas de uso mantém o dispositivo funcionando.

Para Dr. José Cardoso, caso não haja uma manutenção correta, o uso desse enfeite pode acarretar problemas. “É preciso ter cuidado com a cola de cílios. Essa cola pode ocasionar reações alérgicas. Caso a pessoa sinta irritação, coceira ou vermelhidão no local é indicado suspender o uso imediatamente”, ressalta. Outra preocupação é caso a cola caia dentro do olho, podendo causar também uma ceratite. “Caso alguma dessas situações aconteçam, o paciente deve procurar um oftalmologista o quanto antes”, finaliza o especialista.

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

3º Encontro da Academia Latino Americana de Pacientes

São Paulo, recebe o 3º Encontro da Academia Latino Americana de Pacientes – Latin American …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas