Home / Notícias / O sarampo assusta o Brasil

O sarampo assusta o Brasil

campanha de vacinação contra o sarampo, que inclui também a poliomielite e se estende até o dia 31 de agosto, atingiu até o momento 62% do público-alvo. É mais uma demonstração de que essa grave doença ainda é negligenciada não só no país, como também em escala global.

Na Europa, por exemplo, mais de 41 mil crianças e adultos foram infectados pelo sarampo apenas nos primeiros seis meses de 2018, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Brasil teve 1.237 casos de sarampo registrados desde o início do ano e enfrenta dois surtos na Região Norte. Segundo boletim divulgado no dia 24 de agosto pelo Ministério da Saúde, foram confirmados 1.087 casos no Amazonas, enquanto 6.693 permanecem em investigação. Já Roraima confirmou 300 casos da doença e 67 continuam em investigação. Há ainda casos isolados e relacionados à importação nos estados de São Paulo (2), Rio de Janeiro (18), Rio Grande do Sul (16), Rondônia (1), Pernambuco (2) e Pará (2).

A vacinação é condição fundamental para evitar o contágio. Sem ela, estima-se que 90% das pessoas adquirem a infecção em contato com um caso de sarampo. “A realidade atual do sarampo, bem como da de outras doenças imunizáveis, mostra o quanto é importante ampliar o número de pontos de vacinação no país, particularmente na rede privada”, ressalta Cassyano Correr, coordenador do programa de Assistência Farmacêutica Avançada da Abrafarma. “As farmácias e drogarias são aliadas nesta mobilização. Muitas já oferecem esse serviço, incluindo a tríplice viral, e estão à disposição das autoridades para realização de campanhas de educação à população e vacinação”, complementa.

Fonte: ABRAFARMA

Sobre farmaleachou

Além disso, verifique

Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) alerta população sobre importância de diagnóstico precoce de doenças reumáticas

São mais de 120 doenças reumáticas, que têm a inflamação e dor nas articulações como …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas