Home / Notícias / Parceria entre o SUS e o HOP elevará a qualidade do atendimento oftalmológico gratuito aos paranaenses

Parceria entre o SUS e o HOP elevará a qualidade do atendimento oftalmológico gratuito aos paranaenses

Uma parceria firmada entre o Sistema Único de Saúde (SUS) e o Hospital de Olhos do Paraná (HOP) permitirá elevar a qualidade do atendimento oftalmológico gratuito prestado aos paranaenses, a partir desta segunda-feira, dia 18. Nesta data, entrará em funcionamento, um novo equipamento adquirido pelo HOP denominado YAG Laser, que, entre outras finalidades, realiza a limpeza de lentes intraoculares, após a cirurgia de catarata. A secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, além de deputados e demais autoridades, estará presente à inauguração do YAG Laser, na unidade do HOP situada na Rua Visconde de Nacar, 766 (primeiro andar).

O Dr. Hamilton Moreira, membro da diretoria do HOP, explica que o investimento em mais esta tecnologia à disposição de pacientes do SUS, ratifica a vocação do centro oftalmológico pelos mais carentes, desde que foi fundado, há 43 anos. A expectativa, segundo ele, é a de que sejam beneficiados pelo YAG Laser, aproximadamente três mil pacientes ao ano.

O que é o equipamento
O médico do corpo clínico do HOP, Dr. Felipe Branco, explica que o YAG Laser efetua “disparos” de laser e é indicado para pacientes que realizaram a cirurgia de catarata e evoluíram com opacidade por trás da lente intraocular. De acordo com o oftalmologista, esta opacidade prejudica a qualidade de visão do paciente e ocorre por conta do crescimento natural de células na região onde a lente foi implantada, após a retirada da catarata. Embora esta não seja uma condição frequente, o Dr. Felipe Branco assinala que a simples aplicação do Laser, em consultório, sem necessidade de cirurgia, traz importante benefício ao paciente.

O YAG Laser também é indicado para pacientes com risco de glaucoma agudo, de acordo com o Dr. Felipe Branco. Ele explica que estas pessoas possuem a anatomia do olho com condições de risco para que a pressão seja elevada de forma brusca, gerando dor, embaçamento e até risco da perda da visão. Tais riscos, acrescenta, são detectados por meio de exame oftalmológico, que auxilia o oftalmologista a identificar se o paciente possui a região de drenagem do líquido intraocular estreita. Em caso positivo, são solicitados exames complementares e, então, utiliza-se o YAG Laser que, aplicado na região periférica da íris, permite diminuir significativamente a chance de perda da qualidade da visão do paciente.

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/dino/parceria-entre-o-sus-e-o-hop-elevara-a-qualidade-do-atendimento-oftalmologico-gratuito-aos-paranaenses,693cbdd55ab121bcb49a3de80166f50b6pjmads3.html

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Kefir e a ciência

Os benefícios do kefir, sob o olhar da ciência A boa fama desse alimento está …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas