Home / Notícias / Portadores de diabetes no Piauí poderão receber medicação gratuita

Portadores de diabetes no Piauí poderão receber medicação gratuita

Bomba-de-insulina-pode-ser-mais-eficiente-que-injeções-contra-o-diabetes-tipo-2A busca por um tratamento humano e eficaz para os portadores de diabetes no Piauí, por meio da distribuição gratuita de medicamentos. Esse é objetivo do Projeto de Lei Ordinária apresentado pelo deputado estadual Luciano Nunes (PSDB) na Assembleia Legislativa do Piauí. O projeto foi formatado com a colaboração da Associação dos Diabéticos do Piauí (ADIP).

O projeto dispõe que o Estado do Piauí e seus municípios deverão manter, em caráter permanente, distribuição regular, para os portadores de diabetes, dos medicamentos necessários para o tratamento adequado de sua condição e os materiais necessários à sua aplicação e à monitoração da glicemia capilar, dentre os quais: insulinas (em canetas descartáveis, em refil, para uso em canetas reutilizáveis e em ampolas); canetas reutilizáveis para aplicação de insulina; seringas e agulhas descartáveis; tiras reagentes para teste de glicemia capilar; lancetadores e lancetas e antidiabéticos orais.

De acordo com Luciano Nunes, os números são alarmantes e demonstram que o diabetes é uma pandemia em crescimento, e as autoridades da saúde pública não podem negligenciar a doença. “O cenário da doença é muito preocupante, prova disso é que há dados revelando que o diabetes mata uma pessoa a cada oito segundos. As pesquisas têm revelado também que no nosso país, menos da metade dos diabéticos possuem o seu nível de glicemia controlado, o que pode ocasionar complicações graves. Estima-se que para cada paciente diagnosticado como diabético existe outro que não sabe ser portador da doença. Esses dados ratificam a necessidade de programas eficazes de educação em saúde”, explicou.

O parlamentar lembra ainda que a maior parte dos gastos do Sistema Único de Saúde com assistência aos diabéticos decorre do pagamento de internações hospitalares para tratamento de complicações que poderiam ser prevenidas ou reduzidas se os doentes tivessem acesso à educação e aos meios materiais para o autocuidado.

“Os gastos com a distribuição gratuita de medicamentos e insumos necessários ao autocuidado, em especial para a monitoração da glicemia capilar, repercutirão na redução da necessidade de internações – bem mais caras – em decorrência da redução significativa de complicações. Portanto, com esse projeto pretendemos melhorar a qualidade de vida do diabético e oferecer um tratamento mais humano, bem como diminuir essa estatística negativa de que no Brasil, o diabetes acomete aproximadamente 10% da população, atingindo entre 9 a 10 milhões de pessoas”, destacou Luciano Nunes.

Segundo dispõe o projeto, será condição para o recebimento dos medicamentos e materiais estar inscrito em programa de educação especial para diabéticos, nos termos da Lei Federal nº 11.347, de 27 de setembro de 2006.

 

FONTE: http://bocainanews.com.br/portadores-de-diabetes-no-piaui-poderao-receber-medicacao-gratuita/

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Frente Democrática em Defesa do SUS denuncia movimento orquestrado para desregulamentar o Sistema Único de Saúde

Ato de protesto, às 11h30, terá macas e cadeiras de rodas abandonadas no meio da …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas