Home / Notícias / Resultado para vírus HIV pode ser obtido em até 30 minutos

Resultado para vírus HIV pode ser obtido em até 30 minutos

Ainda considerada uma das doenças que mais precisam de atenção na prevenção e no tratamento, a AIDS, patologia causada pelo vírus HIV que ataca as células do sistema imunológico, fez por volta de 45 mil novas vítimas no Brasil em 2015, segundo o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids). A infecção pelo vírus HIV pode ser diagnosticada através de exames de sangue, sendo o sistema Poinf of Care, conhecido no país como Testes Laboratoriais Remotos (TLR), o meio mais indicado para quem busca rapidez e alto grau de confiabilidade no resultado, já que o diagnóstico é entregue ao paciente em até 30 minutos. Segundo a infectologista Dominique Thielmann, integrante do corpo clínico do laboratório Sérgio Franco, a agilidade na obtenção de resultados de exames é muito importante para que tanto médicos quanto pacientes possam tomar decisões eficazes e iniciar tratamento precocemente, garantindo assim mais chances de controle da patologia e uma vida mais saudável. “Por ser uma doença que enfraquece as defesas do corpo a níveis vulneráveis, o diagnóstico da infecção pelo HIV deve ser feito de forma precoce para que o paciente possa estar ciente de sua condição e receber o tratamento adequado o quanto antes”, diz a dra. Dominique.
Além de precisar de pouco material para realizar o diagnóstico, sendo necessárias apenas algumas gotas de sangue obtidas pela punção da polpa digital (na ponta do dedo), os equipamentos do sistema Point of Care são portáteis, garantindo mais conforto ao paciente e evitando a coleta venosa. “Esse sistema permite que a análise seja processada no local, então, o paciente já sai do laboratório com o resultado do exame em mãos. Já o médico pode visualizar o resultado pelo site do laboratório nesse mesmo período, agilizando o acesso ao laudo”, explica a infectologista. No caso do exame para HIV, o teste rápido busca a presença de anticorpos contra o vírus no sangue do paciente. Uma vez tendo o resultado positivo para a patologia pelo sistema Point of Care, o paciente é encaminhado para um novo exame laboratorial, em que coletará uma nova amostra de sangue para a realização de testes confirmatórios, de acordo com o fluxograma do Ministério da Saúde, a fim de confirmar a infecção. Os exames mais comuns, nessa segunda etapa, são os testes moleculares (carga viral) Western Blot e Imuno Blot. “É recomendado que as pessoas com resultados positivos nos testes rápidos façam a segunda etapa de exames, que são os testes confirmatórios, pois resultados falso-positivos podem ocorrer, especialmente em casos em que o paciente tenha doenças autoimunes, como artrite reumatoide, ou até se tiver tomado recentemente a vacina da gripe”, conclui a médica. Os exames feitos através do sistema Point of Care, que incluem hemograma, glicose, perfil lipídico (colesterol) e beta HCG (gravidez), entre outros, estão disponíveis na unidade Ipanema do laboratório Sérgio Franco, na zona sul do Rio de Janeiro – a única no país que oferece a nova tecnologia.

Fonte: https://noticias.terra.com.br/dino/resultado-para-virus-hiv-pode-ser-obtido-em-ate-30-minutos,d3180edc94e0396e699c3f692882cfc5gdsn4ggv.html

Sobre Priscila Torres

mm

O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR.
Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social “Jornalismo” na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Conselho Federal de Medicina agiliza diagnóstico de morte encefálica

Os critérios para diagnóstico de morte encefálica foram alterados nesta terça-feira, 12, pelo Conselho Federal …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas