Home / Notícias / Seminário sobre obesidade reúne especialistas do Brasil e França

Seminário sobre obesidade reúne especialistas do Brasil e França

O Seminário Franco-brasileiro sobre o Enfrentamento da Pandemia de Obesidade e Agravos Relacionados foi encerrado na última sexta-feira (21/10) após dois dias de palestras e debates na Fiocruz Pernambuco, que visaram fortalecer o intercâmbio entre os pesquisadores e as instituições franco-brasileiras a respeito das pesquisas mais recentes sobre o tema. Sucesso de público, o encontro contou com a participação de mais de 200 pessoas, entre pesquisadores, docentes, estudantes de graduação e pós-graduação, gestores e profissionais da saúde, do Brasil e da França.

O principal enfoque das discussões foi voltado para as formas de enfrentar os impactos na saúde provocados pelo sobrepeso e obesidade, uma realidade que é internacional e está presente nos países independentemente do seu nível de desenvolvimento. A pesquisadora da Fiocruz Pernambuco e coordenadora do evento, Eduarda Cesse, alerta para o agravante de que, no caso dos países menos desenvolvidos – como é o caso do Brasil –  esse processo de adoecimento tem sido mais acelerado. “Quanto menor o poder aquisitivo da população, quanto menos a educação essa população tenha, mais as escolhas dela vão ser prejudicadas, tanto do ponto de vista do conhecimento sobre o assunto como do acesso aos alimentos”, explica.

Para Eduarda, o seminário foi uma oportunidade de reunir visões diversas sobre a magnitude do problema da obesidade, as formas para o seu enfrentamento e os obstáculos existentes, como a influência das indústrias alimentícias na regulação do setor. O evento representa a culminância de toda uma parceria desenvolvida entre a Fiocruz Pernambuco e o Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento (Institut de Recherche pour le Développement – IRD), nessa última década de pesquisas conjuntas. “Um momento de fazer ver à população a produção de conhecimento realizado e agregar outros parceiros, na busca de melhor entendimento desse processo como um todo”, esclarece.

O elaborador do Guia Alimentar da População Brasileira, do Ministério da Saúde, o professor da Universidade São Paulo (USP) Carlos Monteiro falou sobre o sucesso do Brasil no enfrentamento da desnutrição, associando em especial com a redução da concentração da renda no país, de forma contínua a partir do ano 2000. Um sucesso que não se refletiu da mesma forma no caso da obesidade. Monteiro apresentou pesquisas que mostram a relação entre a venda de alimentos ultraprocessados e o aumento da média do índice de massa corporal em doze países da América Latina.

Pesquisadora do IRD e da Fiocruz Pernambuco, Annick Fontbone destaca o Guia Alimentar da População Brasileira como uma lição para o mundo inteiro, que faz muito sucesso no exterior não apenas entre nutricionistas, mas com as pessoas em geral, interessadas pela saúde. “O Guia retoma as coisas essenciais da alimentação, como um ato social, um ato cultural”, destaca, lembrando que esses aspectos ajudam na prevenção da obesidade.

Fonte: Agência Fiocruz de Notícias

Sobre Priscila Torres

mm

O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR.
Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social “Jornalismo” na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Mulheres na luta contra o câncer

Depois de um mês inteiro dedicado ao combate e à conscientização sobre o câncer de …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas