Home / Notícias / Campanha de multivacinação para regulariza caderneta começa segunda

Campanha de multivacinação para regulariza caderneta começa segunda

Começa na próxima segunda (11) a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização de Caderneta de Vacinação em Teresina. Ela segue até o dia 22 de setembro e tem por objetivo regularizar a situação vacinal da população de crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade (14 anos 11 meses e 29 dias).

A estratégia de multivacinação foi adotada em 2012 e é realizada em um período determinado e curto espaço de tempo todos os anos. Na campanha, são oferecidas as vacinas da rotina, a fim de resgatar a população não vacinada ou com esquemas de vacinação incompletos, tanto na infância como na adolescência, visando melhorar as coberturas vacinais.

As recomendações são elaboradas a partir de estudos que demonstram como uma vacina pode proporcionar o máximo de eficácia e proteção contra as doenças imunopreveníveis. “Para cada vacina é estabelecido um esquema de vacinação, as faixas etárias alvo da vacinação, a idade mínima e máxima para receber cada dose, os intervalos ideais entre as doses, e ainda são levadas em conta as questões logísticas e operacionais para a realização da vacinação”, explica Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS.

Portanto, doses administradas em intervalos inoportunos ou com número de doses insuficientes podem prejudicar o objetivo do programa de vacinação, uma vez que a proteção individual e coletiva passa a não ser alcançada e, com isso, as doenças que foram eliminadas podem retornar ou mesmo ter mudanças no seu comportamento epidemiológico, passando a acometer também adolescentes e adultos jovens. Este é o caso atualmente da caxumba, que tem registrado notificações em vários Estados da ocorrência de surtos da doença nessa faixa etária.

Tendo em vista a complexidade do atual Calendário Nacional de Vacinação, que dispõe de 14 vacinas para as crianças e cinco para os adolescentes, é fundamental que toda a população alvo compareça aos serviços de saúde levando a caderneta de vacinação, para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada ou se há doses que necessitam ser aplicadas, para completar o esquema vacinal para cada vacina preconizada atualmente pelo PNI. “Pedimos aos pais que não deixem de levar seus filhos para atualizar suas cadernetas”, pede Amariles Borba. “Se a criança estiver imunizada, toda a população estará protegida contra uma série de doenças”, alerta a diretora.

Dia D

O dia 16 de setembro (sábado) foi escolhido como dia D de mobilização nacional da campanha de multivacinação. Nesta data, 28 salas de vacina em todas as zonas da capital estarão excepcionalmente abertas para reforçar a imunização e dar oportunidade para aqueles que não podem levar seus filhos durante os dias da semana.

Sobre Priscila Torres

mm

O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR.
Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social “Jornalismo” na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Conselho Federal de Medicina agiliza diagnóstico de morte encefálica

Os critérios para diagnóstico de morte encefálica foram alterados nesta terça-feira, 12, pelo Conselho Federal …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas