Home / Notícias / Pesquisadores criam exame que estipula tempo de recuperação de cirurgia

Pesquisadores criam exame que estipula tempo de recuperação de cirurgia

20140925085435281688uApós um procedimento cirúrgico, o paciente costuma se questionar em quanto tempo vai se recuperar e quando poderá voltar ao trabalho ou a outras atividades de rotina. A dúvida também acomete médicos e cientistas. Ainda não é entendido por que algumas pessoas se recuperam em uma semana e outras lutam por meses com a fadiga, a dor, a incapacidade funcional e outras complicações. Um artigo publicado hoje na revista Science Translational Medicine indica que apenas um teste de sangue poderá trazer a valiosa resposta.

Pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, usaram um exame já conhecido, a citometria de massa, para caracterizar danos imunológicos pós-cirúrgicos em um nível meticuloso: uma única célula. Eles encontraram um tipo de assinatura imunológica cirúrgica que se correlaciona com a recuperação clínica de pacientes. As pistas para formar essa assinatura vieram de amostras sanguíneas de 32 pessoas submetidas a uma cirurgia de substituição do quadril.

O mapeamento detalhado mostrou que respostas na forma de sinalização celular — e não na frequência de células — foram relacionadas à recuperação. Essas reações de sinalização correlacionadas ao pós-operatório ocorreram sobretudo em monócitos CD14 +, um tipo de célula de defesa. O resultado sugere que essas estruturas podem desempenhar papel predominante na recuperação cirúrgica.

Dessa forma, quando a atividade nesse grupo é elevada nas primeiras 24 horas após a cirurgia, os pacientes têm uma recuperação pior. Se a atividade celular é baixa, as pessoas respondem melhor. “A consistência dessa assinatura sugere uma resposta imune bem regulamentada ao trauma cirúrgico que, se validada, pode formar a base de uma diretriz de diagnóstico para o cuidado pós-cirúrgico personalizado”, afirma o principal autor da pesquisa, Brice Gaudillière.

 

FONTE: Correio Braziliense

Sobre Priscila Torres

mm

O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR.
Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social “Jornalismo” na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Conselho Federal de Medicina agiliza diagnóstico de morte encefálica

Os critérios para diagnóstico de morte encefálica foram alterados nesta terça-feira, 12, pelo Conselho Federal …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas