Home / Notícias / Secretaria escolherá entidade para administrar 4 hospitais

Secretaria escolherá entidade para administrar 4 hospitais

size_590_medicinaQuatro hospitais e um centro psiquiátrico administrado pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo por meio do modelo de Organização Social de Saúde (OSS) serão repassados para a Secretaria de Estado da Saúde, que definirá qual será a nova entidade que assumirá a gestão dessas unidades. O processo de transição será conduzido pela secretaria e deve ser concluído em até 45 dias.

Entram no processo o Hospital Penitenciário, na capital paulista, o Hospital Geral de Guarulhos, o Hospital Estadual de Francisco Morato e o Estadual de Franco da Rocha, na região metropolitana de São Paulo, e o Centro Integral em Saúde Mental de Franco da Rocha.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a decisão foi tomada durante reunião entre governo do Estado e a Santa Casa, na última sexta-feira (3).

“A decisão, no entanto, não irá alterar em nada a rotina dos hospitais e do centro de saúde. Eles vão continuar funcionando normalmente. Não haverá redução ou interrupção do atendimento à população”, diz nota da secretaria.

No último dia 29, auditoria feita na Santa Casa revelou que a instituição tinha, até o final do ano passado, dívida de R$ 433,5 milhões. Em 2009, a dívida era R$ 146,1 milhões. Já o prejuízo da instituição passou de R$ 12,8 milhões em 2009 para R$ 167,9 milhões em 2013.

Segundo o relatório feito por comissão técnica formada por representantes da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, Ministério da Saúde, Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo e Conselho Estadual de Saúde, se a Santa Casa fosse uma empresa, “estaria à beira de falência”.

“A instituição encontra-se em situação extremamente drástica, com indícios de falhas graves de gestão e evidente deterioração financeira”, diz o documento.

O relatório informa que o patrimônio líquido da Santa Casa de São Paulo, que corresponde ao capital disponível com exceção dos imóveis, despencou 98,5% no período analisado.

Em julho deste ano, a Santa Casa, que é o maior centro de atendimento filantrópico da América Latina, fechou o pronto-socorro e suspendeu as cirurgias eletivas e os exames laboratoriais, o que afetou em torno de 6 mil pessoas.

Um dia depois de ter anunciado o fechamento, a Santa Casa reabriu o seu pronto-socorro e retomou os atendimentos.

De acordo com a assessoria de imprensa da entidade, as unidades repassadas para a Secretaria de Saúde são administradas pela OSS há pelo menos cinco anos, com exceção do Hospital de Guarulhos gerido por esse modelo há 14 anos.

A dívida de R$ 433,5 milhões foi acumulada nos últimos quatro anos, devido ao fato de que o hospital paga 60% do custo dos pacientes e restante é custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

FONTE: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/secretaria-escolhera-entidade-para-administrar-4-hospitais

Sobre Priscila Torres

Foto de perfil de Priscila Torres
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Menino aguarda transplante de pulmão morando há seis anos em hospital de Canoas

Desde o primeiro ano de vida, o lar de Bernardo Moreira Loureiro, hoje com 7, …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: