Home / Notícias / Centro de Medicina Nuclear da Guanabara investe em novos aparelhos e amplia o atendimento à população

Centro de Medicina Nuclear da Guanabara investe em novos aparelhos e amplia o atendimento à população

Rede de exames complementares ganha nova unidade, na Estrada do Portela, em Madureira

Após um investimento de cerca de R$ 26 milhões na renovação do seu parque tecnológico, em 2013, o Centro de Medicina Nuclear da Guanabara (CMNG) vem ampliando sua capacidade de atendimento à população. Acaba de ser inaugurada, na Estrada do Portela 418, em Madureira, a 11ª unidade da rede. Com cerca de mil metros quadrados e três andares, a nova unidade terá capacidade para 300 atendimentos diários, e contará com exames de ressonância magnética, tomografia, raios  X, densitometria óssea, ultrassonografia, mamografia e outros procedimentos da saúde da mulher. O investimento no novo endereço gira em torno de R$ 5 milhões.

– Há um crescimento na procura por bons serviços de saúde no Rio de Janeiro, e o Centro de Medicina está em expansão justamente para poder atender a essa demanda. A unidade de Madureira, por exemplo, vai receber pacientes de inúmeros bairros da Zona Norte, que antes ficavam restritas as unidades da Tijuca e Centro – conclui o diretor administrativo-financeiro, Vinicius Ricco.

Ricco lembra que o Call Center da rede também foi ampliado. Outra melhoria foi a aquisição de cadeiras de ressonância magnética para exames de membros inferiores e superiores, disponíveis nas unidades do Centro (Rua Buenos Aires), Tijuca e Campo Grande. Com a tecnologia, pacientes claustrofóbicos, obesos, idosos e crianças não precisam se submeter ao exame no tradicional túnel de ressonância. Muitos pacientes fóbicos adiavam o exame, por medo da sensação de aprisionamento, e acabavam atrasando o diagnóstico.

– Nosso objetivo é oferecer sempre o melhor serviço aos pacientes, por isso fazemos investimentos periódicos, para colocar sempre o que tem de melhor à disposição da população. Somos referência na realização de exames por meio de imagem, o que aumenta a nossa responsabilidade em investir na atualização tecnológica, bem como na contratação de profissionais qualificados – explica Ricco.

A direção do CMNG também tem planos para construir unidades em Bangu e São Gonçalo, que devem realizar por mês cerca de 18 mil exames, através de convênio com várias operadoras de saúde.

 

Sobre o CMNG

Pioneiro na realização de exames por meio de imagens, o Centro de Medicina Nuclear da Guanabara (CMNG) se notabilizou no mercado como umas das mais respeitadas redes de exames complementares do país.

A rede, por exemplo, foi a primeira a oferecer ao mercado fluminense a Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET-TC). O aparelho é capaz de identificar e monitorar o tratamento de vários tipos de câncer, além de problemas cardíacos e neurológicos. Considerado um dos equipamentos mais modernos do mundo nessa área, possibilita melhoria notável no diagnóstico e reduções nos custos do tratamento, por selecionar precocemente o mais adequado para cada caso.

Esse espírito pioneiro é constante: no passado o CMNG realizou também os primeiros diagnósticos sofisticados de Cardiologia do Rio de Janeiro, como a Radiocardiografia e a Cintigrafia do miocárdio. Saiu na frente também na oferta de outros tipos de exames como os relativos a funções pulmonares (Cintigrafia de Perfusão e de Vias Aéreas por Inalação); Cintigrafia de Vias Biliares; Estudos Renais Dinâmicos com Traçadores e Radioimunoensaios.

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Mais de 50 mil AVCs podem ser evitados por ano no Brasil – entenda como

Figurando há anos como uma das principais causas de morte no país, o acidente vascular …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas