Home / Notícias / Cinco atividades simples para melhorar a qualidade de vida de idosos

Cinco atividades simples para melhorar a qualidade de vida de idosos

A falta de atividades recreativas na terceira idade pode ser um fator de risco para a depressão. Além disso, por meio de atividades e brincadeiras é possível desenvolver fatores importantes para a manutenção da saúde do idoso, como memória, mobilidade, equilibro e tônus muscular. Veja alguns exemplos:

Pintura e artesanato

Estudos revelam que o desenho e a pintura, além de ajudar no estímulo de funções motoras, podem servir como recursos terapêuticos aliados ao tratamento que o idoso já realiza. A pintura traz benefícios mentais, ajuda a equilibrar as emoções e soltar a imaginação. Não é necessário ter habilidades técnicas para desenvolver a arte da pintura, basta pegar os pinceis e lápis, uma folha em branco e dar asas à imaginação. Artesanato também ajuda no desenvolvimento das habilidades motoras e criatividade, além de trabalhar a concentração.

Atividades manuais como a pintura e o artesanato trabalham a coordenação motora fina (aquela que requer o movimento dos pequenos músculos do corpo, como das mãos e dos olhos), algo que o idoso normalmente vai perdendo ao longo dos anos. Além disso, estudos revelam que essas atividades podem servir como recursos terapêuticos, aliados ao tratamento que o idoso já realiza. A pintura ajuda a equilibrar as emoções e soltar a imaginação. Não é necessário ter habilidades técnicas para, basta pegar os pinceis e lápis, uma folha em branco e dar asas à imaginação.

Ver o trabalho finalizado tem também um impacto psicológico positivo sobre o idoso, que se sente valorizado, capaz de criar e produzir.

Contar histórias

Com a idade, é comum que as pessoas se sintam mais isoladas, mesmo que morem em casa ou tenham familiares por perto. Em geral os idosos passam a ter menos oportunidade para se comunicar, as pessoas ao seu redor estão preocupadas com seus cuidados, mas estão sempre apressadas, sem parar para conversar. Ao contar histórias de seu passado, o idoso trabalha a memória, nesse esforço de resgatar lembranças, e também se sente mais valorizado. Além disso, ele tem a oportunidade de externar e trabalhar emoções que podem ter sido guardadas ao longo dos anos, ainda mais se contar com a ajuda de um bom ouvinte.

Jardinagem

A jardinagem traz muitos benefícios à saúde e é uma atividade muito agradável que pode ser realizada em qualquer idade e adaptada a diferentes condições de mobilidade.

É comum que os idosos tenham tido uma relação mais próxima com a natureza durante sua juventude e vida adulta, por isso a jardinagem pode resgatar esse contato e a convivência com a natureza.

Ao ver a semente brotar, regar a planta e coloca-la para pegar Sol, o idoso se sente responsável por algo, capaz de cuidar, além de ser cuidado por alguém. Chás e temperos são boas opções, pois são simples de cuidar e podem ser utilizados depois.

Alongamento e exercícios de mobilidade

Estímulos motores são indicados para idosos em diversas situações, a fim de impedir o agravamento de um quadro ou a redução da mobilidade. Naqueles acamados, por exemplo, os pés devem ser estimulados para evitar a atrofia. Exercícios simples, que lembrar aqueles da ginástica laboral, como esticar o braço e mover o pescoço para os lados podem ser realizados, desde que se respeite o limite do idoso. Se possível de serem realizadas, caminhadas oferecem benefícios físicos e mentais.

Jogos

Jogos simples podem trabalhar diferentes habilidades nos idosos. Jogos da memória são uma brincadeira lúdica e benéfica, assim como dominó, jogos de cartas e outras atividades envolvendo raciocínio lógico e estratégias simples. Jogos de madeira com peças grandes, de encaixe por exemplo, podem ser boas opções. É preciso apenas adequar o material utilizado à condição motora do idoso. Alguns podem inclusive gostar de jogar em tablets ou celulares, se já tiverem familiaridade com os equipamentos.

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Mais de 50 mil AVCs podem ser evitados por ano no Brasil – entenda como

Figurando há anos como uma das principais causas de morte no país, o acidente vascular …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas