Home / Notícias / Com 3,4 mil casos de malária, Santana decreta situação de emergência na saúde

Com 3,4 mil casos de malária, Santana decreta situação de emergência na saúde

Com o total de 3.480 casos confirmados de malária, o município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, decretou estado de emergência na manhã desta terça-feira (28), para conseguir contratar pessoal e adquirir equipamentos para o combate da doença na cidade.

O prefeito em exercício de Santana, Francisco Oliveira, informou que, após a assinatura do decreto, serão solicitados recursos para que materiais e equipamentos especiais sejam adquiridos pelo município e, assim, intensificar o combate ao surto.

Moradores de vários bairros apresentaram sintomas da doença, como febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, entre outros, segundo a prefeitura. De janeiro até o dia 23 de novembro, o número de pessoas com malária era de 3.033. Em mais 5 dias, o número ultrapassou os 3,4 mil pacientes.

“Vimos a necessidade de fazer o decreto devido a este grande número de casos que estão ocorrendo. Assim vamos utilizar os recursos para a compra de equipamentos e investir no combate ao mosquito transmissor. Estamos fazendo o decreto para resolver esse problema e acabar de vez com essa praga”, enfatizou Oliveira.

Em 2016, foram registrados 1.355 casos. O secretário municipal de saúde, Rosivaldo Albuquerque, informou que equipes iniciaram a instalação de mosqueteiros nas residências e que solicitaram do governo um estudo para iniciar ações de fumacê na região.

“A primeira medida será adquirir os equipamentos e materiais. Também vamos buscar parcerias com instituições para fazer trabalhos preventivos pois a cidade ficou com mais de 3 anos sem essas ações. De 2014 a 2017 os números da doença avançaram”, disse Albuquerque.

Sintomas

As pessoas que contraem a malária sentem dores de cabeça, febre alta, dores nos músculos e calafrios. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Santana, as pessoas que sentirem os sintomas devem fazer os exames de diagnóstico, como o teste rápido ou o teste da gota espessa, que estão disponíveis gratuitamente na rede pública,

O resultado do teste rápido sai em 15 minutos. Já o teste da gota espessa deve ser prescrito e o resultado sai em até 24 horas. Ambos os exames usam apenas poucas gotas de sangue coletadas do dedo do doente.

Precauções

Um dos cuidados é evitar locais que são habitats naturais do mosquito Anopheles darlingi, considerado vetor principal da doença, conhecido como mosquito-prego. Ele gosta de se alimentar no anoitecer e no amanhecer.

Fonte: http://www.folhamt.com.br/artigo/244118/Com-3-4-mil-casos-de-malaria–Santana-decreta-situacao-de-emergencia-na-saude

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Mais de 50 mil AVCs podem ser evitados por ano no Brasil – entenda como

Figurando há anos como uma das principais causas de morte no país, o acidente vascular …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas