Home / Utilidade Pública / Desoneração de Impostos sobre Medicamentos é um Direito Fundamental do Paciente!

Desoneração de Impostos sobre Medicamentos é um Direito Fundamental do Paciente!

No Brasil 1,7 milhões de pessoas recebem o *LOAS, no valor de um salário minimo R$ 724,00, uma grande parcela dessas pessoas, gastam mais do que esse valor por mês com remédios, ou seja, o Governo dá com uma mão e tira com a outra! A desoneração de impostos sobre medicamentos têm por objetivo reduzir os 34% de impostos que são cobrados sobre cada um dos medicamentos que nós compramos.
O Governo que paga o LOAS, é o mesmo Governo que compra medicamentos por licitações e muitas vezes com redução de impostos, ou seja, se o Ministério da Saúde pode comprar medicamentos com redução de impostos, porque nós pacientes não podemos?.
Nos Estados Unidos, Austrália e Inglaterra, medicamentos comprados com receita, têm taxa zero de impostos, uma medida inteligente até mesmo para evitar a automedicação, pois no Brasil, pagamos muito impostos e ainda consumimos muitos medicamentos sem receita médica, uma medida dessa no Brasil, seria um grande estímulo para que pacientes crônicos evitassem a automedicação, uma vez que o primeiro impacto seria no bolso, pois pagaríamos menos.
Desoneração dos impostos sobre medicamentos configura para nós pacientes, uma oportunidade de maior adesão ao tratamento medicamentoso prescrito e consequente melhor qualidade de vida, pois cada um de nós pacientes crônicos sabemos o quando custa ser doente crônico, realizamos uma pesquisa nas redes sociais, onde 300 pessoas responderam ao questionário, dessas 300 pessoas, 92% compram medicamentos de uso contínuo, 51% (153 pessoas) ganham entre 1 a 3 salários mínimos e 31% gastam acima de R$ 300,00 com medicamentos.
Representando os Pacientes com Artrite Reumatoide no Brasil, participamos deste evento, trazendo a perspectiva de custos da pessoa com Artrite Reumatoide, para a maioria dos entrevistados, a média de gastos mensal com medicamentos chegam a R$ 700,00, configurando um custo anual de R$ 8.400,00 por ano.
O Ministério da Saúde fornece uma série de medicamentos para Artrite Reumatoide na rede do SUS, porém, o PCDT de AR, não contempla, antiinflamatórios modernos, analgésicos opióides, vitaminas, condiloprotetores, analgésicos e antiinflamatórios tópicos. A oportunidade de comprar medicamentos com um menor custo, configura para nós pacientes com Artrite Reumatoide a oportunidade de pagar mensalidade de academia, fisioterapia, hidroginástica, acupuntura, que são tratamento complementares que no SUS nunca conseguimos.
É preciso a união de forças de todos os “players” para que a desoneração de impostos sobre medicamentos seja possível, indústrias farmacêuticas, governo, sociedade civil, organizações de paciente e farmácias, porque o lucro das farmácias traz um grande ônus para nós pacientes. O acesso a medicamentos não é luxo é necessidade humana básica para nós pacientes crônicos. Por isso, deixo o convite, a luta continua e temos que nos envolver nessa causa.
Sem Impostos tem Medicamentos! saiba como foi o Fórum para Redução de impostos sobre medicamentos realizando na Câmara de SP, no dia 24 de Maio de 2014.

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Alimentos transgênicos são os mais regulamentados do mundo, afirma Dráuzio Varella, no Congresso Brasileiro de Nutrologia

O médico, cientista e escritor, Dr. Dráuzio Varella, falou sobre a segurança dos alimentos transgênicos, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas