Home / Notícias / Fatores comportamentais também influenciam a obesidade na adolescência

Fatores comportamentais também influenciam a obesidade na adolescência

Alerta é da Nutricionista Natasha Terra, que chama a atenção para a importância da mudança de hábitos alimentares inclusive em casa.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cada vez mais jovens sofrem com o problema do excesso de peso. A obesidade afeta qualquer tipo de pessoa e em qualquer idade, no entanto, devido ao estilo de vida que hoje em dia os jovens levam, é cada vez mais comum a obesidade na adolescência, que também está associada a fatores comportamentais, conforme explica a nutricionista Natasha Terra.

“Na adolescência, a influência da propaganda e do grupo social parece ser mais forte que a da família, inclusive no comportamento alimentar adotado”, afirma a especialista. “Além disso, deve-se levar em conta o ambiente escolar, onde crianças e adolescentes deixam de levar lanches de casa por vergonha ou porque os pais não compraram ou prepararam; ou ainda, quando compram, escolhem os mais práticos, como suco industrializado, biscoitos doces e salgados, pães refinados com embutidos, entre outros”, completa Natasha.

Para a nutricionista, o primeiro passo para evitar o problema da obesidade na adolescência é o comportamento alimentar adotado por pais e familiares dentro de casa. “Uma vez que os pais possuem hábitos alimentares saudáveis, será mais fácil para as crianças ou adolescentes desenvolverem hábitos igualmente mais saudáveis. É preciso uma reeducação alimentar para todos da mesma casa”, reforça Natasha.

Entre as doenças que também podem ser causadas pelo excesso de peso, estão: hipertensão arterial, cardiopatias, diabetes, dislipidemia, entre outras. A nutricionista lembra ainda que alimentos ricos em gorduras e carboidratos (como refrigerantes e bebidas açucaradas), se ingeridos em excesso, podem contribuir para a obesidade. E conclui com dicas de lanches saudáveis para crianças e adolescentes levarem para a escola:

• Iogurte + aveia + fruta;
• Lanche com ão integral + queijo magro + tomate + suco natural;
• Sanduíche natural de frango ou atum com pão integral + água de coco.

Sobre Priscila Torres

mm

O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR.
Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social “Jornalismo” na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Conselho Federal de Medicina agiliza diagnóstico de morte encefálica

Os critérios para diagnóstico de morte encefálica foram alterados nesta terça-feira, 12, pelo Conselho Federal …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas