Home / Notícias / 5 mitos e verdades sobre medicamentos manipulados

5 mitos e verdades sobre medicamentos manipulados

Receber uma receita de um medicamento manipulado pela primeira vez pode gerar uma série de dúvidas da parte do paciente. Afinal de contas, entre mitos e verdades, não são poucas as informações incorretas que circulam sobre a real eficiência deste tipo de medicamento e até mesmo sobre qual a diferença entre um produto produzido por um laboratório tradicional.

O medicamento manipulado é mais barato.

Mito. É verdade que, em alguns casos, o medicamento manipulado pode ser mais barato, mas esta não é a regra. Existem vários medicamentos cuja manipulação sai mais cara por ser feita de maneira artesanal. Para decidir se o tratamento deve ser feito por manipulados, a melhor opção é conversar com seu médico, que vai poder dar instruções mais precisas.

O medicamento manipulado não precisa de receita.

Mito. Os medicamentos manipulados precisam de receita tanto quanto remédios de drogarias, pois os princípios ativos utilizados muitas vezes são os mesmos.

No entanto, existem produtos manipulados em áreas como cosmética e dermatológica que podem ser vendidos sem receita por não utilizarem princípios ativos controlados. É importante salientar que apenas um médico ou outro profissional de saúde qualificado, como farmacêutico, nutricionista e veterinário, podem prescrever esta receita.

O medicamento manipulado é mais natural que o industrializado.

Depende de cada caso. A matéria-prima do medicamento manipulado geralmente tem a mesma origem em relação a qualquer outro laboratório tradicional. Porém, em alguns casos, e tendo em vista que manipulados são personalizados, o médico consegue fazer uma fórmula com princípios ativos de origem exclusivamente natural. O profissional responsável verificará se as necessidades podem ser atendidas com insumos naturais ou sintéticos, e assim decidir quais deles serão utilizados na formulação.

O medicamentos manipulado tem melhor eficiência que aquele comprado em farmácias convencionais.

Parcialmente verdade. Em quantidades de matéria-prima igual, a eficiência entre os dois tipos de medicamento deve ser a mesma. O que acontece é que o medicamento manipulado pode ter suas quantidades alteradas para suprir de maneira ótima a necessidade de cada pessoa, flexibilidade essa que medicamentos industrializados não possuem. Nestes casos, a eficácia do remédio manipulado pode ser maior.

Qualquer medicamento pode ser manipulado.

Mito. É verdade que praticamente todos os medicamentos podem ser manipulados, mas existem algumas exceções (ainda que em menor número) de medicamentos que não são manipuláveis.

Fonte: NR-7 Comunicação

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Dia da Conscientização contra a Obesidade Infantil

Confira quais são as causas e como combater esse problema Celebrado anualmente em 03 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *