Home / Notícias / ANS confirma aumento de 13,57% nos planos de saúde até abril de 2017

ANS confirma aumento de 13,57% nos planos de saúde até abril de 2017

O reajuste de 13,57% no valor das mensalidades dos planos de saúde autorizado pela ANS (Agência Nacional de Saúde) já está valendo. A resolução com o índice do reajuste foi publicada nesta segunda-feira (6), no “Diário Oficial” da União. O aumento vale para os contratos com vencimento até o dia 30 de abril de 2017.  O percentual foi aceito por unanimidade pela diretoria colegiada da ANS no dia 1º de junho, porém, a decisão só foi divulgada na sexta-feira (3).

O percentual é valido para os planos de saúde, com ou sem assistência odontológica, contratados a partir de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei nº 9.656/98 e atinge cerca de 8,3 milhões de beneficiários, o que representa 17% do total de 48,5 milhões de consumidores de planos de assistência médica no Brasil, de acordo com dados referentes a abril de 2016.

A metodologia utilizada pela ANS para calcular o índice máximo de reajuste anual dos planos individuais ou familiares é a mesma desde 2001 e leva em consideração a média dos percentuais de reajuste aplicados pelas operadoras aos contratos de planos coletivos com mais de 30 beneficiários.

O reajuste só pode ser aplicado a partir da data de aniversário de cada contrato. Se o mês de aniversário for maio ou junho, será permitida cobrança retroativa, nas mensalidades de julho e agosto. Para os contratos com aniversário entre os meses de julho de 2016 e abril de 2017 não poderá haver cobrança retroativa.

A Proteste, associação de proteção dos consumidores, considera que, apesar de a ANS  ter fixado praticamente o mesmo índice do ano passado para o reajuste anual dos planos de saúde individuais e familiares, os 13,57% vão pesar no orçamento por conta da crise financeira e desemprego em alta. O reajuste supera a inflação do período, que atinge 11,09% nos últimos 12 meses. As operadoras queriam um aumento entre 17% e 20%.

O aumento no valor dos planos de saúde é maior do que a inflação. O IPCA (Índice de

Reajuste Autorizado é de 13,57%. Reprodução: “Diário Oficial” da União 06/06/2016

Preços ao Consumidor Amplo) acumulado nos últimos 12 meses antes de abril de 2016 ficou em 9,28%, segundo o IBGE.

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Mais de 50 mil AVCs podem ser evitados por ano no Brasil – entenda como

Figurando há anos como uma das principais causas de morte no país, o acidente vascular …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas