Home / Utilidade Pública / Políticas Públicas de Saúde / Consulta Pública CONITEC/SCTIE Nº19/2014 – Tocilizumabe (Actenra) como primeira linha de tratamento da artrite reumatoide

Consulta Pública CONITEC/SCTIE Nº19/2014 – Tocilizumabe (Actenra) como primeira linha de tratamento da artrite reumatoide

CP_Actenra-2A CONITEC, estará recebendo até o dia 12 de Agosto de 2014, contribuições para a Consulta Pública Nº 19/2014, que traz a proposta de Incorporação do Medicamento Tocilizumabe (Actemra) como primeira linha do tratamento da artrite reumatoide, após falha dos medicamentos modificadores da doença sintéticos (DMARDs).
Sobre o medicamento:
Tecnologia: Tocilizumabe (Actemra®)
Indicação: Primeira linha de agentes biológicos para o tratamento da artrite reumatoide.
Demandante: Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A.
O medicamento Tocilizumabe (Actemra) já faz parte da lista de medicamentos fornecidos pelo Ministério da Saúde e Planos de Saúde, para tratamento da artrite reumatoide, através do Protocolo Clínicos e Diretrizes Terapêuticas da Artrite Reumatoide e da nova cobertura do Rol nº 338/2014 de procedimentos e coberturas mínimas obrigatórias da ANS “Agência Nacional de Saúde Suplementar”
O tocilizumabe faz parte do grupo dos novos medicamentos modificadores do curso da doença biológicos (MMCDs biológicos), também conhecidos como agentes biológicos, por modificar a resposta biológica do organismo na artrite reumatoide (AR).
O tocilizumabe é um anticorpo humanizado que bloqueia a ação da interleucina 6 (IL-6), citocina com papel pivotal no desencadeamento e manutenção da inflamação crônica na AR.
É um medicamento de uso ambulatorial/hospitalar, administrado através de infusão endovenosa (na veia) geralmente, em clínicas de infusão ou ambulatórios/hospitais habilitados.
Indicações de uso (proposta):
Tocilizumabe está indicado para tratamento da artrite reumatoide ativa moderada a grave quando tratamento anterior adequado com pelo menos um MMCD sintético não tenha trazido os benefícios esperados:
– Após falha de esquema combinado com MMCDs convencionais, incluindo, necessariamente, o MTX, utilizados nas doses e pelo tempo indicado em bula de cada agente específico.
– Após falha de agente anti-TNF, utilizado na dose e pelo tempo indicado em bula de cada agente específico.
Recomendações da CONITEC (o que pensa o Ministério da Saúde) sobre a indicação do Tocilizumabe (Actemra) como primeira linha do tratamento da artrite reumatoide.
O tema foi apreciado em reunião da CONITEC realizada nos dias 7 e 8/5/2014 e, inicialmente, foram apresentadas informações de que a artrite reumatoide é uma doença autoimune, inflamatória, sistêmica e crônica, caracterizada por sinovite periférica e por diversas manifestações extra-articulares. A prevalência da doença no Brasil é de cerca de 0,2%-1% em mulheres 40-60 anos, possuindo grande impacto na qualidade de vida dos pacientes.
Em reunião nos dias 7 e 8/5/2014, os membros da CONITEC presentes deliberaram, por unanimidade, após discussão, pela não incorporação do tocilizumabe para o tratamento de artrite reumatoide (AR) na 1ª linha de tratamento com biológicos, após falha a MMCDs sintéticos. A matéria seguirá para consulta pública.
E neste momento aguarda contribuições. A participação popular é de extrema importância, pois é através das Consultas Públicas que a sociedade pode participar das decisões do Ministério da Saúde.
Quem pode contribuir:
Médicos
Pacientes
Organizações de Pacientes
Sociedades Médicas
Toda a sociedade civil
Como contribuir: 
Acesso o laudo para incorporação do Tocilizimabe que está disponível em: file:///C:/Users/Priscila/Documents/RELATORIO-Tocilizumabe-ArtriteReumatoide-CP.pdf

CP_Actenra-1
Após ler o laudo da proposta de incorporação do Tocilizumabe (Actemra) como primeira linha, é necessário preencher o formulário eletrônico formulário eletrônico: http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=15984
CP_Actenra-3
Sobre a CONITEC

CONITEC é a Comissão Nacional de Avaliação de Tecnologias no SUS.


A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC)

Criada com a Lei nº 12.401, de 28 de abril de 2011, que dispõe sobre a assistência terapêutica e a incorporação de tecnologia em saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC), órgão colegiado de caráter permanente, integrante da estrutura regimental do Ministério da Saúde, tem por objetivo assessorar o Ministério nas atribuições relativas à incorporação, exclusão ou alteração pelo SUS de tecnologias em saúde, bem como na constituição ou alteração de protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas.
A CONITEC é vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE) do Ministério da Saúde o qual é responsável pela incorporação de tecnologias no SUS e assistida pelo Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde (DGITS).

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Alimentos transgênicos são os mais regulamentados do mundo, afirma Dráuzio Varella, no Congresso Brasileiro de Nutrologia

O médico, cientista e escritor, Dr. Dráuzio Varella, falou sobre a segurança dos alimentos transgênicos, …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas