Home / Notícias / Médica especialista esclarece dúvidas sobre febre amarela

Médica especialista esclarece dúvidas sobre febre amarela

Infectologista Renata D’Avila Couto explica como acontece a transmissão e quais os cuidados

No último dia 18 de outubro, a Secretaria de Saúde de Atibaia recebeu o resultado do exame que confirmava a morte de um macaco por febre amarela no bairro Cachoeira. Muitas dúvidas surgiram na população quanto a transmissão da doenças, vacinação e cuidados.

A médica infectologista Renata D’Avila Couto, do Albert Sabin Hospital e Maternidade, esclarece então as principais questões.

Dicas de Saúde: Essa doença pode chegar até humanos? Como a transmissão acontece?

Dra. Renata: A febre amarela é uma doença infecciosa, causada por um vírus (vírus da febre amarela) transmitido pela picada de mosquitos infectados específicos e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Possui dois ciclos distintos de transmissão: silvestre e urbano. No ciclo silvestre, os primatas não humanos (macacos prego, bugio e mico) são os principais hospedeiros (eles se infectam e adoecem) e os vetores são mosquitos com hábitos silvestres, principalmente dos gêneros Haemagogus e Sabethes. Nesse ciclo, o homem participa como um hospedeiro acidental ao adentrar áreas de mata. No ciclo urbano a transmissão ocorre a partir de vetores urbanos (Aedes aegypti) infectados que picam o homem. Desde 1942 não há transmissão do vírus da febre amarela nas cidades. Assim, temos mais um motivo para combatermos a proliferação do Aedes aegypti nas cidades, que é o mesmo vetor que transmite dengue, chikungunya e zika.

Dicas de Saúde: Como é possível evitar a proliferação da doença?

Dra. Renata: A proliferação da doença é evitada por meio da vacinação das pessoas. O combate ao Aedes aegypti nas cidades também é fundamental para não ocorrer a transmissão nas cidades, além de combater a transmissão de dengue, chikungunya e zika. O combate ao mosquito Aedes aegypti é dever de todos, uma vez que ele se prolifera principalmente ao redor dos domicílios. Matar macacos não é uma medida que evita esta proliferação, além de ser crime ambiental. Comunique imediatamente a vigilância epidemiológica de sua cidade se encontrar um macaco morto ou adoecido.

Hospital Albert Sabin em Atibaia (Foto: Divulgação)Hospital Albert Sabin em Atibaia (Foto: Divulgação)

Hospital Albert Sabin em Atibaia (Foto: Divulgação)

Dicas de Saúde: Toda população de Atibaia deve procurar tomar a vacina? Quem pode se vacinar? Quem já tomou a vacina uma vez precisa de vacinar novamente?

Dra. Renata: Atualmente a recomendação é de que toda população de Atibaia seja vacinada com apenas 1 dose da vacina, atentando-se às contra indicações da vacina: gestantes, mulheres que estejam amamentando crianças menores de 6 meses, avaliação médica de pessoas com 60 anos e mais e de pessoas com doenças imunossupressoras ou autoimunes (pessoas com lúpus eritematoso sistêmico, doença de addison, artrite reumatoide, pessoas submetidas a timectomia e com uso crônico de corticóides). A utilização da vacina febre amarela é uma das melhores formas de prevenção da doença.

Dicas de Saúde: Quais são os sintomas da febre amarela? Os sintomas podem ser confundidos como os de uma gripe comum? Como diferenciar?

Dra. Renata: Os sintomas são febre, tremores, dor de cabeça, dor lombar, dor muscular generalizada, prostração, náuseas e vômitos; pode evoluir para formas mais graves, com icterícia (olhos amarelados), diminuição de quantidade de urina, acompanhado de manifestações hemorrágicas. Não apresenta sintomas comuns a gripe como espirro, secreção nasal e tosse; assim, não devemos confundir com resfriado ou gripe apenas pela presença de febre, dor no corpo e dor de cabeça. Além disso, a epidemiologia de ter estado em locais de mata é importante nesta diferenciação e deve ser comunicado ao médico.

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) alerta população sobre importância de diagnóstico precoce de doenças reumáticas

São mais de 120 doenças reumáticas, que têm a inflamação e dor nas articulações como …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas