Home / Notícias / Consulta pública: inclusão no Sistema Único de Saúde (SUS) do ácido ursodesoxicólico no tratamento Colangite Biliar Primária – Conitec

Consulta pública: inclusão no Sistema Único de Saúde (SUS) do ácido ursodesoxicólico no tratamento Colangite Biliar Primária – Conitec

A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (CONITEC) abriu uma consulta pública para que todos da sociedade possam dar a sua opinião sobre a inclusão no Sistema Único de Saúde (SUS) do ácido ursodesoxicólico no tratamento da Colangite Biliar Primária.

Através de um dossiê que avalia as evidências de eficácia e segurança, foi solicitado à CONITEC uma avaliação de incorporação do medicamento ácido ursodesoxicólico, devido sua eficácia em alterar a história natural da doença.

A consulta pública está aberta de 4 a 23 de agosto de 2018. Para o envio de contribuições, o interessado deve acessar o site http://conitec.gov.br/index.php/consultas-publicas, sob o nome “Ácido ursodesoxicólico para colangite biliar primária”, consulta número 250000431202018/60 – e seguir as instruções.

Ao acessar o link, dois formulários eletrônicos estarão disponíveis: um para contribuições de cunho técnico-científico e outro para que pacientes ou seus responsáveis relatem suas experiências no uso de medicamentos, produtos e/ou procedimentos. Cada contribuição vale muito!

Esta é a chance que temos para contribuir com a CONITEC na tomada de decisão e disponibilizar uma nova alternativa de tratamento no SUS aos portadores de Colangite Biliar Primária.

Sobre Priscila Torres

mm
O diagnóstico de uma doença crônica, em 2006, me tornou, blogueira e ativista digital da saúde. Sou idealizadora do Grupo EncontrAR e Blogueiros da Saúde. Vice-Presidente do Grupar-RP, presidente do EncontrAR. Apaixonada por transformação social, graduanda em Comunicação Social "Jornalismo" na Faculdades Unidas Metropolitanas.

Além disso, verifique

Infertilidade masculina: a idade do homem também interfere nas chances de gravidez

Até pouco tempo, acreditava-se que a idade do homem não interferiria nas chances de gravidez …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas